Cinco dicas para estruturar um RH

Ao estruturar um RH na sua empresa, a tomada de decisões passa a ser mais assertiva

A melhor forma de profissionalizar a gestão da equipe é estruturar um RH para sua empresa – Foto: Divulgação

Muitas pessoas nos procuram para estruturar seus processos de gestão de pessoas. Em geral, são empresas que cresceram nos últimos anos e que agora sentem a necessidade de organizar melhor e profissionalizar a gestão da sua equipe. Estruturar um RH do zero não é uma tarefa curta, mas é importante começar. Para que consiga construir seus processos de gestão de pessoas de forma mais eficiente, separamos cinco dicas fundamentais para seguir de forma produtiva e eficiente nesta empreitada.

Estruture o RH com base na cultura

Como os processos de gestão de pessoas vão impactar diretamente o cotidiano das pessoas, suas relações e seus comportamentos, é fundamental que ao estruturá-los você considere a cultura da organização. Chamamos de cultura as práticas compartilhadas ou interconectadas das pessoas da empresa e sua identidade, composta por sua missão ou propósito, sua visão de futuro e seus valores.

Não comece por ferramentas, mas por processos

Um erro comum das pessoas que querem estruturar um RH a partir do zero é partir das ferramentas. Geralmente escolhem uma ferramenta de gestão ou de avaliação para iniciar o projeto. Entretanto, as ferramentas só fazem sentido dentro de um processo. Iniciar contratando uma ferramenta é o mesmo que comprar um martelo para depois descobrir o que se precisa consertar. Para trocar um chuveiro, por exemplo, uma chave de fenda e um alicate são mais úteis.

Um passo de cada vez

Os processos de gestão de pessoas, por mais que sejam integrados, podem ser divididos em módulos ou blocos. É importante que a implantação de um RH ocorra também em módulos, pois as equipes e a empresa em geral precisam de um tempo para aprender e se adaptar às novas rotinas que os processos trazem. Além disso, os processos, em geral, exigem mudança de comportamento e cultura, o que ocorre de forma mais segura se forem incorporadas por etapa.

Trabalhe a documentação

Documentar processos é visto como algo chato e trabalhoso por diversas pessoas, entretanto, quando se trata de implementar processos de gestão, a documentação é fundamental. Criar um manual de instruções com as regras, periodicidades e controles é importante para garantir que o processo não irá se perder caso as pessoas responsáveis saiam da empresa. A documentação facilita, ainda, a transmissão do que foi implementado, a estruturação de treinamentos e a revisão e melhoria contínuas nos processos.

Paciência

Finalmente, os processos de gestão de pessoas provocam mudanças nas pessoas, nas rotinas e nos comportamentos da equipe. Dessa forma, é importante ter paciência e saber que eles não mudam do dia para a noite. As pessoas precisam de um tempo para aprenderem a fazer diferente do que faziam. Além disso, devem aprender a registrar informações que não registravam, a fazer análises que não faziam e a pensar de forma diferente do que pensavam. Na maioria das vezes, a primeira rodada do processo acontece com muitos problemas, a segunda acontece um pouco melhor e a terceira acontece como havíamos planejado.

Sabemos que a jornada para estruturar uma área de gestão de pessoas funcional e que produz resultados relevantes para o negócio é sempre um desafio, mas toda empresa consegue fazê-la se seguir os passos certos. Se quiser saber um pouco mais sobre como implantar um RH do zero, baixe gratuitamente o guia prático – Como criar um RH do zero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.